Desvendando os mistérios do tarô

Neste texto vamos levantar alguns véus do tarô para que possamos entender um pouco mais sobre os arcanos a partir de um ponto de vista contemporâneo e também elucidar como é possível aplicar o seu uso no dia a dia para o desenvolvimento pessoal.

Arcano é o nome dado as imagens impressas nos cartões do conjunto do baralho. Palavra de origem latina significa mistério, segredos e enigmas. Os arcanos são detentores de projeções, ou seja, são ganchos para apresar a imaginação. Projeção no sentido psicanalítico, se refere a uma operação na qual o sujeito expulsa de si e localiza no outro – pessoa ou coisa – qualidades, sentimentos, desejos e mesmo “objetos” que ele reconhece ou recusa nele. As projeções acontecem de forma tão inconsciente que passam desapercebidas em nosso cotidiano.

Contemplando as imagens que atiramos na realidade exterior, como reflexos de espelhos na realidade interior, chegamos a nos conhecer e os arcanos do tarô são perfeitos para esse propósito porque representam simbolicamente as forças instintuais que operam de modo autônomo na psique humana e que Jung denominou arquétipo.

Arquétipo se refere a estruturas inatas de caráter universal, ou seja, representam energias fundamentais da vida, que varia de cultura para cultura e que servem de matriz para a expressão e desenvolvimento da psique e funcionam de maneira muito parecida com os instintos para o corpo e as cartas do tarô personificam as imagens arquetípicas.

São os 22 arcanos ou arquétipos que fazem parte da humanidade e que despertam reações profundas e complexas em todos nós. Perceba como você se sente ao observar a carta da Morte, sente-se fascinado pelos Enamorados? Indiferentes pela Temperança, ou zangados com O Diabo? Todos transportamos esses arquétipos conosco. Se conseguir evitar transportar juízos de valor negativo ou positivo nas cartas, a sua rica simbologia possibilitará o desenvolvimento do autoconhecimento e servirá de orientação quanto a forma de se responsabilizar pelo seu destino, pois essa carta representam-no