O Baralho de Waite Smith

Post - O Baralho de RWS.jpg

Originalmente conhecido como o baralho de Rider Waite, este conjunto de Tarô foi criado por Arthur Edward Waite, ilustrado por Pamela Colman Smith e editado pela Rider & Co. em 1910.

Para a elaboração do conjunto, Waite deu prioridade aos símbolos, considerando-o de máxima importância para alcançar seu intuito de comunicar princípios esotéricos através das imagens.

O baralho completo possui 78 cartas enumeradas contando com 22 arcanos maiores, 56 arcanos menores. Em seu conjunto, Waite alterou a atribuição numérica dos arcanos, A Justiça e a Força foram trocadas de posição quebrando o padrão de organização vigente em sua época. Mas a inovação mais marcante foi o desenvolvimento de ilustrações para os arcanos menores o que facilitou o entendimento dos significados herméticos e esotéricos das cartas.

Hoje, este Tarô, é comercializado pela editora US Games Systems, Inc.

Resenha do Livro: O Tradicional Baralho de Waite
Ilustrações – Pamela Colman Smith
Editora – Artha

O Livro do AEW

Título original: The Pictorial Key To The Tarot (1911 – London)

Arthur Edward Waite foi estudioso de ocultismo, pertenceu a várias escolas secretas, entre elas a Golden Dawn (Ordem Aurora Dourada) que chegou a dirigir.

A ordem funcionava como uma espécie de universidade do oculto, ensinando esses temas e conduzindo pesquisas. A Golden Dawn colocou o Tarô em lugar de destaque em seus ensinamentos e teve muita influência nas subsequentes interpretações das cartas.

O Tarô de Waite, publicado pela primeira vez em Londres, em 1910, constitui um marco na história do Tarô: é reconhecido como uns dos melhores e mais e mais populares tarôs modernos.

O objetivo de Waite ao convidar Pamela Colman Smith, também membro da Golden Dawn, foi produzir ao mesmo tempo uma obra de arte e um caminho para a verdade. Através das imagens que representam os 78 Arcanos e textos interpretativos que são apresentados neste livro escrito por Waite, podemos analisar, refletir e desvendar com mais clareza os seus simbolismos.

Através das imagens que representam os 78 Arcanos e textos interpretativos que são representados nesse livro escrito por Waite, podemos analisar, refletir e desvendar com mais clareza seus simbolismos.

As cartas de Tarô que Arthur Edward Waite e Pamela C. Smith desenvolveram, diferenciam-se dos demais tarôs ilustrados mais modernos, devido ao profundo conhecimento de Waite a respeito da maçonaria e demais doutrinas secretas e à clarividência, sensibilidade e competência artística de Pamela, que conseguiu captar o simbolismo sugerido por Waite.

Mônica Vasques – Taróloga

Cursos de Tarô – www.tarologica.com.br